Nikelen Acosta Witter

Descrição:

Nikelen Acosta Witter é graduada em História pela Universidade Federal de Santa Maria. Possui Mestrado em História do Brasil pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul e é Doutora em História Social pela Universidade Federal Fluminense. Suas pesquisas de mestrado e doutorado centraram-se em História da Saúde e das Práticas de Cura. É autora do livro Dizem que foi Feitiço: as práticas de cura no sul do Brasil (1845-1890) e sua tese de doutorado Males e Epidemias: governantes, sofredores e curadores no sul do Brasil, trata sobre a pandemias do cólera de 1855. Atualmente, é professora do Departamento de História da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) e dedica-se a investigações de questões que envolvam Gênero e a História das Mulheres na época Contemporânea. É também escritora de ficção: autora de Territórios Invisíveis (romance infanto-juvenil, finalista do Prêmio Argos de 2013); Guanabara Real e a Alcova da Morte (vencedor dos Prêmios Le Blanc e AGES de 2017); Viajantes do Abismo (finalista do Prêmio Jabuti e vencedor do Prêmio Odisseia de 2020); Dezessete Mortos (vencedor do Prêmio Açorianos 2021) e de Guanabara Real e o Covil do Demônio (2022).

Lattes:

Data da última alteração no lattes: 15/05/2022 12:05

Nome em citações:

WITTER, N. A.

Email:

Não informado

Coautores: