Nara Martini Bigolin

Descrição:

Cientista da Computação, Filósofa, Palestrante, Membro da Ordem Nacional do Mérito Educativo e Professora Associada IV de Computação na Universidade Federal de Santa Maria - UFSM. Possui Graduação em Informática (PUC/RS) e Graduação em Filosofia (Universidade Paulista), Mestrado em Ciência da Computação (UFRGS) e Doutorado em Inteligência Artificial (Sorbonne Université - Pierre et Marie Curie) . Foi protagonista na implantação da Computação na Educação Básica e protagonista no movimento visando a participação igualitária das meninas nas olimpíadas na área de Exatas. Atua como Docente e Pesquisadora há mais de 3 décadas em várias Universidades da França e do Brasil com mais de 100 publicações, além de orientações em trabalhos de graduação e pós-graduação. Atua em dezenas de projetos de pesquisa, ensino e extensão na área do Computação na Educação Básica, Inteligência Artificial e na temática sobre a desigualdade de gênero nas Olimpíadas Científicas nas Áreas de Exatas e nos espaços de poder. É Coordenadora do Movimento Meninas Olímpicas do Brasil, coordenadora geral do Torneio Feminino de Computação (desde 2020), coordenadora adjunta do Torneio de Física para Meninas (desde 2023), comissão da Olímpiada Feminina de Matemática do Estado da Bahia - OFMEBA (desde 2021) e da Olímpiada Nacional de Filosofia (desde 2024), foi membro da Comissão da Educação Básica da SBC (2016-2023) que elaborou as Normas sobre Computação na Educação Básica hoje em implantação . Em 2018 foi condecorada com a Medalha da Ordem Nacional do Mérito Educativo indicada pelo Ministro da Educação recebendo a Medalha da Ordem. Foi eleita a Mulher Cidadã 2018 do RS na Modalidade Educação pela Assembleia Legislativa do RS e recebeu homenagem na principal Olimpíada Internacional de Matemática do mundo, a IMO 2018, ocorrida na Romênia, pela sua contribuição no incentivo às meninas nas olimpíadas científicas. Em 2018, foi também homenageada pela Procuradoria Especial da Mulher da Assembleia Legislativa do RS, pelo protagonismo na Educação Básica e pelo incentivo às meninas na área de Exatas, assim como foi finalista dois anos consecutivos do prêmio Educação do SINPRORS. Em 2019, foi indica a Medalha Mietta Santiago da Câmara dos Deputados, a qual visa valorizar iniciativas relacionadas aos direitos das mulheres. Em 2021, foi líder da equipe brasileira que representou o Brasil na EGOI 2021 - Olimpíada Europeia de Informática para Garotas, a qual conquistou ouro. Têm realizado inúmeras palestras nos temas sobre a implantação e ensino da Computação na Educação Básica e a desigualdade de gênero em olimpíadas científicas e em espaços de poder. Em 2024 foi agraciada com o Prêmio Mulheres na Ciência Amélia Império Hamburger, concedido pela Câmara dos Deputados que é o reconhecimento da excelência da participação feminina na solução dos grandes desafios da humanidade e um estímulo à capacitação de mais mulheres cientistas.

Lattes:

Data da última alteração no lattes: 28/04/2024 12:04

Nome em citações:

BIGOLIN, N. M.

Email:

Não informado

Coautores: