Ricardo De Souza Rocha

Descrição:

Arquiteto (UFES, 1996), Mestre (UFRGS, 2001) e Doutor em Arquitetura (USP, 2006), com Pós-Doutorado na Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto (FAUP), Portugal (2008). É professor na UFSM desde 1998, atualmente no campus de Cachoeira do Sul. International External Expert da European Cooperation in Science and Technology, (COST, 2023). Foi professor visitante na Universidad Nacional de Asunción, Paraguai (AUGM, 2023) e na Universidad Nacional del Litoral, Argentina (AUGM, 2022); foi professor efetivo nas Universidades Federais de Pelotas (2009-2011) e do Espírito Santo (2011-2015). É autor de Arquitetura Brasileira do Século XX: ensaios para uma história outra (Annablume, 2023) e Livros, Leituras e bibliotecas: História da Arquitetura e da Construção Luso-Brasileira (EDUSP, 2020) ambos premiados pelo Instituto dos Arquitetos do Brasil IAB-RS (em 2023 e 2021 respectivamente) na categoria cultura arquitetônica, bem como pelo IAB Nacional (2024 e 2022). Tem trabalhos publicados em vários congressos no Brasil e no exterior e por editoras e revistas de prestígio internacional, Routledge, Universidad Nacional Autónoma de México, Anales IAA/FADU/UBA (Argentina), Summa+, Archdaily. Teve trabalhos apresentados e ou realizou (vídeo)conferências na FAUP em Portugal, na Columbia University em Nova Iorque, na Universidad Nacional Autônoma do México, na Universidade Rey Juan Carlos em Madri e nas Universidades Nacionais de Assunção (UNA, Paraguai), San Juan (UNSJ) e del Litoral (UNL), na Argentina. Organizou eventos e publicações com pesquisadores como Rui Ramos (FAUP) Portugal; Ana Vaz Milheiro (ISCTE) Portugal; Luis Müller (UNL) Argentina. Foi editor convidado da revista Antíteses/ UEL (Qualis A1 2017-20). Seus trabalhos, como os relativos ao Museu das Missões, são referências constantes em publicações (Lucio Costa, Cosac Naify 2001; Lucio Costa e as Missões, IPHAN/ UFRGS 2007, 2009; Museu das Missões, IBRAM 2015; Museu das Missões: 80 anos, 2020), ajudando a amparar processos de tombamento, tanto na esfera estadual, como o da Vila Belga (IPHAE/RS), quanto nacional, como o Monumento aos Pracinhas (IPHAN), além de premiações internacionais (Prêmio Patrimônio Belga no Exterior, Ministério das Relações Exteriores e Fundação Rei Balduíno, Bélgica) e orientação de políticas publicas no Brasil (Programa Iconicidades RS) e no exterior (Conselho de Patrimônio da Noruega - Riksantikvaren). Integra o Conselho Editorial da Editora da UFSM desde 2018, sendo avaliador ad-hoc de revistas como Registros (Universidad Nacional de Mar del Plata, Argentina), Limaq (Universidad de Lima, Peru), CPC (USP) e Paranoá (UnB). Foi membro do Comitê Assessor de AUD da FAPERGS (2019-2021) sendo avaliador ad-hoc de agências de fomento como COST (União Européia), CAPES e FAPESC (SC). Foi representante da UFSM-CS no Conselho de Desenvolvimento Integrado de Cachoeira do Sul (2020-2021), tendo representado o CAU/ES na Câmara de Patrimônio, Bens Móveis e Acervos do Conselho Estadual de Cultura do Espírito Santo (2012-2013), trabalhando na avaliação do tombamento de sítios históricos e edificações e de editais de fomento à preservação. Foi consultor, junto com a arquiteta Rosa Kliass, do Workshop Qualificação Urbana da Cidade Sede da Copa do Mundo de 2014 (Brasília) na 8a Bienal Internacional de Arquitetura de São Paulo (2009). Jurado no Concurso Internacional de Estudantes na mesma Bienal. No mesmo ano foi selecionado para o Atelier Internacional de Urbanismo de Vitória, promovido pela prefeitura do município em parceria com a ONG francesa Les Ateliers Internationaux de Maitrise d'oeuvre Urbaine. Integrou por mais de uma vez o Conselho Municipal do Patrimônio Histórico e Cultural de Sta Maria, tendo sido seu Presidente (2007). Foi representante da UFSM no Fórum Técnico do Escritório da Cidade, órgão de planejamento da prefeitura de Sta Maria (2006).

Lattes:

Data da última alteração no lattes: 24/06/2024 12:06

Nome em citações:

ROCHA, R. S.

Coautores:

    Não informado