Joao Batista Sartor

Descrição:

É Diretor Executivo e regente da Orquestra Sinfônica de Santa Maria, professor de Flauta da UFSM, e regente da Banda Sinfônica da UFSM. Doutor em Música (2016), Práticas Interpretativas, pela UNIRIO, com orientação do Dr. Sérgio Barrenechea, e a coorientação do Dr. Jorge Correia, sendo bolsista CAPES pelo Programa de Doutorado Sanduíche no Exterior, Universidade de Aveiro, Portugal, 2015, processo 99999.010414/2014-02. Sua tese apresenta a Performance da Pedagogia da flauta nos PPGs em Música do Brasil. É professor do curso de Especialização em Música da UFSM. Foi flautista da OSPA (1990-2005) e Orquestra Unisinos (2005). Estudou flauta na École Normale de Musique Alfred Cortot de Paris (2002) com Patricia Nagle, e com Marzio Conti em Lucca (Itália, 1999). Se formou em Mestrado em Artes (Flauta, 1998, bolsa Vitae) pela The University of Iowa, EUA, com a orientação do Dr. Tadeu Coelho. Começou seus estudos na Fundarte (1974). Concluiu o Bacharelado em Flauta (1990) na UFRGS, com orientação do Dr. Hans Hess. Lecionou na Fundarte, Ospa, Unisinos, EST-Sinodal e UFRGS. Tem atuado como convidado nas orquestras Theatro São Pedro e Sesi-Fundarte, e participou de inúmeros recitais, no Brasil, Uruguai, Argentina, EUA, França, Portugal e Itália. Atuou como solista nestas orquestras citadas. Com a Orquestra e Banda, coordenou 24 apresentações em 2019, sendo 19 na regência; dentre estes se destacam o Ballet Quebra-Nozes, de Tchaikovsky, a Ópera As Bodas de Figaro de Mozart, e apresentação de repertório brasileiro, com Guarnieri, Santoro, Villa-Lobos, Fernandez, estreia mundial de O Festival de Amaro Borges, e da música do Século XX e XXI, além do repertório consagrado e música popular, especialmente brasileira. Como flautista. Desenvolve turnês com o projeto Alma Única (música de câmara e dança) e apresentações de música popular.

Departamento:

Lattes:

Data da última alteração no lattes: 08/02/2020 12:02

Nome em citações:

SARTOR, J. B.

Coautores:

    Não informado